jump to navigation

E por falar em Star Wars… 1/04/08

Posted by Calsavara in Cinema, Entretenimento, Infância, Vícios.
1 comment so far

Ainda tem neguinho que confunde a obra prima de George Lucas com a bosta série Star Trek… Bah…

Dá uma olhada aí em duas cenas de luta, uma de cada saga. Ainda existe dúvida sobre qual é a melhor?

Star Trek:

Star Wars:

Anúncios

Star Wars Expo Brasil 1/04/08

Posted by Calsavara in Cinema, Comportamento, Entretenimento, Infância, Vícios.
add a comment

Em breve algumas fotos da exposição… May the force be with us. All of us!

Voyage voyage… 10/04/07

Posted by Calsavara in Bobagens diversas, Comportamento, Cotidiano, Entretenimento, Infância, Música, Poesia.
2 comments

Nesse fim de semana passado fomos eu e a minha lindinha passear pelos pagos de Ivaiporã, minha terra natal. Como ela não conhecia a cidade, fui fazer a tour com ela para apresentar os melhores points. Cinco minutos já estávamos de volta para casa.

Foi legal passar de novo em frente a Lanchonete Holandesa. Ali era onde o fervo acontecia. Nas “Paqueras na Avenida”, o som que mandava era do Black Star. Aqueles conjuntos de som eletrônico, com muitas caixas repletas de luzes coloridas, batidas bizarras, boom-boxes no talo e dança de passinho. Depois surgiu a White Star, pra poder rivalizar.

Era a época da Gangue dos Quebra Ossos, da rivalidade ferrenha entre o Manéco e a Monte Castelo. Hoje peleja continua, mas naquela época as brigas se resumiam a uma surra nervosa. Armas de fogo quase sempre ficavam de fora.

Só de passar por lá me deu uma certa nostalgia desse tempo. Uma pequena viagem mental. E me lembrei de um ícone musical que, para mim, é a marca desse tempo. Vou deixar que o grupo Desireless te leve nessa viagem também…

(mais…)

Da dor de se perder um amigo… 15/02/07

Posted by Calsavara in Amigos, Comportamento, Cotidiano, Família, Infância.
6 comments

Os amigos são sua segunda família. É verdade. Pai e mãe, cabe à natureza providenciar. Ou ao destino, sei lá… E com certeza, cabe aos avós!

Avós, cabem à natureza, ao destino e aos bisavós providenciar. E assim, verticalmente, vai. Horizontalmente também, já que os seus avós, provavelmente, não tiveram só seus pais. Cada um dos irmãos dos seus pais, também conhecidos como tios (ou tias, se forem irmãs), também terão seus respectivos filhos (ou filhas), também conhecidos como primos (ou primas).

Os amigos, ah, esses não dependem da natureza ou do destino. Esses somos nós mesmos quem escolhemos. Tá bom, tá bom. A natureza e o destino se encarregam de colocar você em diferentes lugares e diferentes situações, para conhecer pessoas diferentes. Mas a escolha de um amigo, essa nos é pessoal e intransferível.

Eu, por exemplo, tenho amigos no Japão, na Espanha, no Equador, no Acre, em Guarapuava, em  Londrina, em Goiânia, em Ivaiporã e em mais um monte de lugares. Mas todos eles têm alguma coisa em comum: eu os escolhi como amigos.

A natureza e o destino podem nos “presentear” com os espécimes familiares mais diversos dentre a fauna de Homo Sapiens disponíveis. Um primo maconheiro, uma prima duas caras, uma tia louca e um tio pastor que dança funk; por exemplo. Um tio que morreu de bêbado, uma tia hipocondríaca, um primo afeminado e uma prima infantilóide; outro exemplo. Pai amoroso, mãe maravilhosa, irmã exemplar; mais um exemplo.

Mas todos eles já estavam aqui antes de você chegar. Ou pelo menos boa parte deles. Então, você não teve nenhum poder de escolha sobre eles. Senão, você trocaria uma tia louca por outra sã. Ou a prima infantilóide por uma outra mais, digamos, “interessante”…

Os amigos não. Salvo alguma fenda no espaço-tempo, os seus amigos são todos contemporâneos a você. Você é junto com eles, você está junto com eles. Você vive na mesma época que eles.

Quando um primo ou uma tia resolve virar do avesso e não lhe dar mais as fuças, é uma situação chata. Mas que você consegue contornar, afinal, há laços de sangue. Por mais que um irmão odeie sua irmã, é provável que, em algum momento, eles voltem a se falar.  Por isso eu não acredito que alguém possa “perder” um parente.

Agora, quando um amigo seu decide ir embora e não falar mais com você, isso é muito doloroso. Quando isso acontece porque você o fez antes, e foi embora e não falou mais com ele, isso é pior ainda…

Parente é como bumerangue, por mais que você o jogue longe, ele sempre volta. Pode demorar, mas volta.

Amigos, nem sempre…

A todos os meus amigos: eu os amo!!! A todos, indistintamente!!! Vocês, a quem eu escolhi como minha segunda família, são uma parte muito importante da minha vida!!! Amigos com quem tenho um relacionamento próximo, outros com quem perdi um pouco do contato, alguns com quem perdi quase todo o contato, um ou outro com quem não troco mais palavra: eu os amo!!!

Deus os abenções a todos vocês, parte imprescindível da minha existência!!!

Conhece o Mário? 8/02/07

Posted by Calsavara in Comportamento, Entretenimento, Games, Infância, Vícios.
add a comment

Então, eu estou começando minha coleção de videogames. Já tenho um Tele-Jogo, um Telejogo II, um Odyssey e um Atari. Desisti de achar um Coleco Vision funcional (se você souber de algum, me fale nos comments). Meu Intellivision já tá “quase”pago, chega em mais umas duas semanas. Encomendei um Top Game (clone do NES) pra poder jogar Super Mario. Você conhece?

Então, como tem louco pra tudo nesse mundo, achei um coreano que toca o tema do jogo do Mario em duas guitarras ao mesmo tempo (?!). Dá uma babada…

E esse aqui é um “live action” do jogo encenado numa escola americana. Por que no Santa Olga não tinha isso???

E pra finalizar, aqui você encontra um CD feito com as músicas do jogo Super Mario World. Não lembra? Clica aqui, espera abrir e ouça a música 4, depois volta a falar comigo…

Ilar Ilar Ilarie, Oh Oh Oh!!! 16/09/06

Posted by Calsavara in Bobagens diversas, Crônicas, Esportes, Infância, Música.
3 comments

Três lindas chinesinhas do i.n.g (Ida, Nara e Gillian), cantando uma versão de “Ilariê” (da puta-mor rainha dos baixinhos) em um clipe psicodélico sobre baseball? Ah, as benesses da Internet…

Cumpleaños… 24/07/06

Posted by Calsavara in Blog, Comportamento, Cotidiano, Crônicas, Feriados, Infância, Mulheres.
add a comment

Nunca fui muito fã de aniversários… Dos meus, deixo claro. Dos outros é sempre muito bom, e quase nunca perco um quando sou convidado (Lívia, desculpe não ter ido ao seu, mas forças maiores não possibilitaram minha saída em tempo hábil). Aquela sensação de festa, de alegria, de tudo o que há de bom… Mas, por algum motivo obscuro, tenho uma predileção, por assim dizer, escassa aos meus próprios cumpleaños

Talvez porque eles sempre foram realizados em período de férias escolares, nunca houve, assim, um grande contingente à minha espera para celebrar a data. Lógico, família, parentes e tudo o mais sempre estiveram presentes quando criança. Mas com o passar do tempo algumas coisas passam a ter bem menos graça do que antes.

Então eu saí de casa. E cresci. E envelheci bastante em alguns aspectos. E, depois de acompanhar muitas comemorações alheias, passei a acreditar que nunca havia tido uma verdadeira “festa” de aniversário. E achei que estava certo…

(mais…)

“Com o seu ronco maldito, meu castelo tão bonito você fez desmoronar” 21/04/06

Posted by Calsavara in Carros, Crônicas, Entretenimento, Infância.
11 comments

Clique Aqui! "Fuscão Preto" – Almir Rogério

Visitar um sebo, assim como o bom e velho futebol, é uma caixinha de surpresas. Você nunca sabe o que vai encontrar…

Certa vez eu vi dois senhores respeitáveis, bem apresentados, aparentemente já estabilizados na vida, se engalfinhando por um vinil do programa "Viva a Noite"!

Há um sebo aqui em Londrina que cobra (ou cobrava, há um tempo que não vou lá) R$10 de quem quiser folhear a Playboy da Xuxa. Lógico que toda a operação é feita sob a supervisão de um dos funcionários do estabelecimento.

Nesse mesmo, da revista, eu encontrei um VHS original de Star Wars, antes que ele fosse chamado de Episódio IV. Para quem gosta da série, como eu, e tem o Box que foi lançado em DVD, vale a pena só pelos efeitos especiais originais do filme.

Mas o que eu achei ontem merece um comentário um pouco mais longo…

(mais…)

O nome dela? É Daniela!!! 31/03/06

Posted by Calsavara in Crônicas, Família, Infância.
8 comments

Clique Aqui! "Daniela" – Biquini Cavadão

Quis o destino que quando eu viesse ao mundo, por volta das 8 e meia da manhã do dia 24 de julho (há alguns tantos anos), já houvesse alguém antes de mim como descendente de Tereza e José Calsavara, lá em Ivaiporã. Alguém pra guiar-me o caminho, alguém para apontar-me as saídas (e as entradas também). Alguém em quem eu pudesse confiar, alguém pra me acompanhar, por toda a minha vida.

Alguém que pudesse brincar comigo de cabana, colocando um colchãozinho fino dobrado em "U" e coberto com uma mantinha marrom. Alguém pra me entreter com seu teatrinho com os pés ("Pezito e Pezoto", era isso?). Alguém pra jogar uma partida de Freeway comigo no Atari recém comprado (mesmo que ela tenha perdido o gosto pelos videogames tão cedo). Alguém pra ajudar nas tarefas do Santa Olga, sempre que possível. Alguém pra juntos assistirmos o programa da Xuxa, e também para elaborar uma carta para o programa.

Tata
Para os filhos únicos, uma triste constatação: vocês não conhecem a beleza de se ter uma irmã (ou irmão, que seja)!!!

(mais…)

O Brasil vai lançar foguete, Cuba também vai lançar… 30/03/06

Posted by Calsavara in Crônicas, Infância.
add a comment

Clique Aqui! "Superar os Cometas" – Chapolin Colorado

Eram aos quatro dias do mês de outubro de 1957. No Cosmódromo de Baikonur, Tyuratam, Cazaquistão, era lançado o Sputinik. Começava a corrida espacial, pela hegemonia do espaço sidera, entre a saudosa União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e os Estados unidos da América. O ponto alto desta carreira foi a chegada do homem à Lua, em 20 de julho de 1969.

Ontem, quase 50 anos depois, o Brasil grava seu nome nessa história de glórias e conquistas para a humanidade. Marcos Pontes, o astronauta brasileiro (que bom dizer isso!) agora faz parte do seleto grupo de exploradores da galáxia!

E pensar que a única bandeira do Brasil no espaço era esta daqui:

Bandeira do Brasil no espaço

(mais…)