jump to navigation

Cumpleaños… 24/07/06

Posted by Calsavara in Blog, Comportamento, Cotidiano, Crônicas, Feriados, Infância, Mulheres.
add a comment

Nunca fui muito fã de aniversários… Dos meus, deixo claro. Dos outros é sempre muito bom, e quase nunca perco um quando sou convidado (Lívia, desculpe não ter ido ao seu, mas forças maiores não possibilitaram minha saída em tempo hábil). Aquela sensação de festa, de alegria, de tudo o que há de bom… Mas, por algum motivo obscuro, tenho uma predileção, por assim dizer, escassa aos meus próprios cumpleaños

Talvez porque eles sempre foram realizados em período de férias escolares, nunca houve, assim, um grande contingente à minha espera para celebrar a data. Lógico, família, parentes e tudo o mais sempre estiveram presentes quando criança. Mas com o passar do tempo algumas coisas passam a ter bem menos graça do que antes.

Então eu saí de casa. E cresci. E envelheci bastante em alguns aspectos. E, depois de acompanhar muitas comemorações alheias, passei a acreditar que nunca havia tido uma verdadeira “festa” de aniversário. E achei que estava certo…

(mais…)

O que mudou pra você na Páscoa? 19/04/06

Posted by Calsavara in Comportamento, Crônicas, Feriados.
add a comment

Faço essa pergunta porque minhas últimas Páscoas têm sido bastante peculiares. Mudanças acontecem com uma freqüência maior do que se espera, pelo menos para mim, nessa época do ano.

A graça da páscoa é justamente o renascimento, o ressurgimento. O triunfo do novo sobre o velho, da vida sobre a morte (e outras comparações dicotômicas que você quiser adaptar aqui). Essas alterações (às vezes pequenas; em outras, não) têm tido uma presença marcante para mim, e vou tentar explicar um pouco disso por aqui.

O Blog, por exemplo. Vocês têm acompanhado em posts anteriores que sempre aparecia um pequeno Clique Aqui!, seguido por uma sugestão de trilha sonora pra acompanhar a leitura. Pois é, acabou! A mudança aconteceu repentinamente e sem aviso prévio. De uma hora para outra, os arquivos .MP3 tornaram-se proibidos no meu servidor. Busquei formas alternativas para remediar a situação, mas está deveras complicado. Vou ter que sacrificar o formato original de postagem, mas espero voltar ao que era em breve.

Mas também houve uma mudança boa. Agora é possível adicionar vídeos do YouTube diretamente no texto. Como você pôde ver abaixo, com o querido Requião degustando suas mamoninhas.

Mas vamos um pouco mais fundo nas mudanças…

(mais…)

Muitos ovinhos para você!!! 14/04/06

Posted by Calsavara in Crônicas, Feriados.
add a comment

A você, que agora lê o meu blog, Feliz Páscoa!!!

Pátria amada, Brasil!!! 13/04/06

Posted by Calsavara in Crônicas, Feriados.
2 comments

Clique Aqui! "Hino Nacional Brasileiro" – Joaquim Osório Duque Estrada & Francisco Manuel da Silva

A idéia não é nova, tudo bem. Mas vale como homenagem ao nosso Hino Nacional, que é celebrado no dia de hoje.

Lembrando sempre, conforme a Lei nº 5700, de 1º de setembro de 1971, Capítulo II (da Forma dos Símbolos Nacionais), Seção III (do Hino Nacional), Artigo 6º, parágrafo único, que "a marcha batida, de autoria do mestre de música Antão Fernandes, integrará as instrumentações de orquestra e banda, nos casos de execução do Hino Nacional, mencionados no inciso I do artigo 25 desta Lei, devendo ser mantida e adotada a adaptação vocal, em fá maior, do maestro Alberto Nepomuceno". Mais ainda, no Capítulo III, Seção II da referida lei, fica estabelecido que:

Art. 24o. A execução do Hino Nacional obedecerá às seguintes prescrições:

I – Será pempre executado em andamento metronômico de uma semínima igual a 120 (cento e vinte).

II – É obrigatória a tonalidade de si bemol para a execução instrumental simples.

III – Far-se-á o canto sempre em unissono.

IV – Nos casos de simples execução instrumental, tocar-se-á a música integralmente, mas sem repetição; nos casos de execução vocal, serão sempre cantadas as duas partes do poema.

V – Nas continências ao Presidente da República, para fins exclusivos do Cerimonial Militar, serão executados apenas a introdução e os acordes finais, conforme a regulamentação específica.

Art. 25o. Será o Hino Nacional executado:

I – Em continência à Bandeira Nacional e ao Presidente da Repúlblica, ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal, quando incorporados; e nos demais casos expressamente determinados pelos regulamentos de continência ou cerimônias de cortesia internacional.

II – Na ocasião do hasteamento da Bandeira Nacional previsto no parágrafo único do artigo 14.

Parágrafo Primeiro – A execução será instrumental ou vocal de acordo com o cerimonial previsto em cada caso.

Parágrafo Segundo – É vedada a execução do Hino Nacional em continência, fora dos casos previstos no presente artigo.

Parágrafo Terceiro – Será facultativa a execução do Hino Nacional na abertura de sessões cívicas, nas cerimônias religiosas a que se associe sentido patriótico, no início ou no encerramento das transmissões diárias das emissoras de rádio e televisão, bem assim para exprimir regozijo público em ocasiões festivas.

Parágrafo Quarto – Nas cerimônias em que se tenha de executar um Hino Nacional Estrangeiro, este deve, por cortesia, preceder o Hino Nacional Brasileiro.

(mais…)

Parabéns pelo seu dia, Calsavaras!!! 4/04/06

Posted by Calsavara in Crônicas, Família, Feriados, Vale a pena ler de novo!!!.
199 comments

Clique Aqui! "Gente" – Renato Russo

Em 04 de abril de 1888, chegava ao Brasil o navio a vapor Fanfula. Oriundo de águas européias, atracou no porto de Santos, carregado de imigrantes e, mais do que isso, de sonhos e esperanças.

Entre todos aqueles que vieram "fazer a América", estava um senhor de 76 anos. Seu nome? Geovanne. Nascido em meados de 1812, o Sr. Geovanne desceu em terras brasileiras naquela quarta-feira com o coração repleto de dúvidas, provavelmente de medos também. Mas, acima de tudo, com o peito cheio de muita coragem para enfrentar o desafio que estava por vir.

(mais…)