jump to navigation

Hoje, tenho vergonha de ser brasileiro… 13/09/07

Posted by Calsavara in Candidatos, Comportamento, Cotidiano, Crônicas, Eleições, Jornalismo, Política.
26 comments

Nos últimos dias, dediquei total atenção ao caso Renan Calheiros. Ouvi o que pude, li o que encontrei, vi e revi matérias e especiais sobre o assunto. E esperei, muito, pela votação de ontem. E ela veio. Secreta, abafada, escondida. Na surdina, como preferem os amigos do alheio. E, camuflados pelo segredo da sessão, os senadores decidiram, por 41 a 40 (foi 40 pelo “não” a 35 pelo “sim”, mas houve 6 abstenções) que a cabeça do presidente da casa não deveria rolar.

renannnnncalheirossssssss.jpg

Para expressar minha vergonha, valho-me aqui das palavras do Arnaldo Jabor, em sua coluna de 13 de setembro de 2007 da rádio CBN. Aqui vai a transcrição na íntegra:

(mais…)

Anúncios

Oito meses… 13/08/07

Posted by Calsavara in Crônicas, Mulheres.
add a comment

… e parece muito menos pela paixão que eu sinto por você…

… e parece muito mais pela confiança e pelo amor que eu tenho por você…

Obrigado por tudo!!! Te amo!!!

“Não tá morto quem peleia!” 10/05/07

Posted by Calsavara in Crônicas, Entretenimento, Esportes, Futebol.
1 comment so far

Assim como na música do Reginaldo Rossi, “Eu Devia Te Odiar”.

No entanto, como não gostar de um time desses? Você lembra disso?

Fora, arrogância são-paulina! Fora, Muricy e suas estatísticas furadas! Viva a raça, a garra e a pegada do clube gaúcho!

P.S.: nada contra a torcida do São Paulo…

Qual você escolhe? 3/05/07

Posted by Calsavara in Bobagens diversas, Crônicas, Entretenimento, Publicidade, TV.
add a comment

Em qual dessas Forças Armadas você se alistaria?

Exército Brasileiro?

Ou na Marinha Japonesa?

Acabou!!! Acabou!!! Acabou!!! 27/04/07

Posted by Calsavara in Bobagens diversas, Comportamento, Cotidiano, Crônicas, Entretenimento, Música.
2 comments

Tô atrasado, tá bom… Por isso nem vou escrever nada sobre o fim do grupo Loser Manos.

Vou é copiar descaradamente um dos posts do Ressaca Moral. Fantástico. Um dia eu escrevo igual a eles…

*********

Ressaca Moral fez uma devassa no escritório falido dos Los Hermanos e descobriu a fórmula para ser um Amarante! Confira a seguir como fazer uma música dos Los Hermanos:

Início
Essa parte não é a mais importante. Nela você pode falar qualquer bobagem sem precisar levar em conta o que será dito adiante, mas é válido que traga algo misterioso, uma pergunta pretensiosa com cara de ingenuidade. Atenção: é preciso, a cada dois ou três versos, levantar o tom na última palavra. Nunca chore ainda.

Lá vem você de novo
E eu que pretendia açúcar
De doce tive teu segredo
Inaugura aqui teu carnaval… Laiá…

Desenvolvimento I
Esse trecho tem peso porque pode servir pra alguma frase expressiva que será cantada pelo público feminino ou lembrada em about me’s do Orkut. Portanto, fique atento. É preciso levar em conta que o trombone surgirá oportunamente, mas ainda discreto, pois será guardado em sua punjança para outro momento. Pode ser a hora de aproveitar, também, para uma palavra mais longa, que vire um mero canto sem sentido acompanhada de uma nota menor, para dar mais emoção.

Deixa eu fazer o que há de bom
Tatua-me seco em prosa vil
Nesse samba que é tão triste
Sobe o morro mas não esquece de voltar*
(Seguir com ‘aaaar’)

Refrão
É aqui que tudo se materializa. Misture um monte de palavras, priorizando o tom intimista (se possível, use essa palavra em algum momento, pega bem) e um quê de lamento por qualquer coisa. A voz fica suspensa em uma nota por um longo instante e chega a ranger um pouco, como um cio de hipopótamo, voltando em seguida a uma leve picardia, uma ironia que faz doer no coração alheio sem comprometer o sentimento dela por você.

Que tal? Comprei para você
Só tinha dessa cor
Que tal? Hoje não errei o Português
Finge que é falar sem dor
Pra você

Desenvolvimento II
Esse trecho é uma espécie de complemento à música, algo que Camelo esqueceu de dizer e que recorda como um gênio que achou moeda perdida no bolso. Se fizer bem feito, você poderá até mesmo apelar para algo mais provocante, escatológico, sujo, como que para demonstrar a lama em que se meteu por um amor. No final, a frase lúgubre dá a entender que sofrer vale a pena.

Bota teu sapato preto
Aquele de listra em cor
Só quem traz no peito a fúria branca
da tormenta sabe o quanto o mar é…
bravio*!!

(*Segue com essa palavra até o final. Os metais entram incisivos, o pânico corre solto, as guitarras ficam ácidas, perigosas, atacam de vez o ouvinte. Pode-se ouvir o choro de uma flauta-doce. Refrão. Termina repetindo os dois últimos versos do Desenvolvimento II. Fim.)

“Não contavam com a minha astúcia!” 12/04/07

Posted by Calsavara in Bobagens diversas, Comportamento, Crônicas, Esportes, Futebol, Jornalismo.
add a comment

Ê Romário… tá braba a macumba mesmo, hein? Num jogo com 8 gols (?!?!) não sobrou nenhunzinho pra você??? Ô dó…

romafim.jpg

E essa busca pelo gol 1.000 já está causando na América do Sul. O Olé colocou foto na capa pra ilustrar a decepção de El Chapulín (confira a matéria aqui). E por falar de argentinos, teve até um destes comentando aqui no blog. Não viu? Vou transcrever na íntegra o texto do hermano Juan Portillo:

hola,
soy juan portillo e minha modesta opinion en relacion a 1.000 goles de Rpmario es una só: prensa brasilena e povito de brazil, es muy idiota con esa história de 1.000 goles de Romario.
la verdad es que fútbol de brazil es decadiente e por esa razion en no ter nadita de nada más inportante, razion na cúal prensa e povito de brazil pierde timepo con idiotice de 1.000 goles de romario.
O mejor jogador de mundo o Dios do Fútbol : MARADONA no precisou de 1.000 goles para triunfar en mundo e si tornar o maior e mejor de todos.
brasileños e prensa de brazil es muy idiota.
decupen minha sinceridad e pesimo portugues.
saluto,
Ruan Portillo
Entre Rios Argentina

Algumas considerações ao Sr. Juan (ou Ruan) Portillo. (mais…)

Os sete pecados capitais do Maracanã 5/04/07

Posted by Calsavara in Comportamento, Cotidiano, Crônicas, Esportes, Futebol, Jornalismo, TV.
add a comment

O Romário ainda continua lutando pra conseguir marcar seu milésimo gol…

romario12.jpg

Mas ainda não foi dessa vez. A equipe da Colina jogou contra o Gama-DF e levou um baile, mas um SENHOR baile. Que o diga o goleiro Cássio, que engoliu um frangaço clássico logo aos dois minutos do primeiro tempo. Aos 15′ Renato completa de cabeça após uma cobrança de falta e empata para o Vasco.

No segundo tempo, aquele que seria o herói da partida começa a mostrar o rosto. Não, não é o Baixinho. O jogador aqui referido é o Marcelo Uberaba, do time de verde, que bateu uma falta quase perfeita, não fosse a intervenção certeira de Cássio. O Vasco continuou batendo cabeça e os meias pareciam desesperados, passando todas as bolas para o camisa 11 fazer o tento emblemático. Em vão. Uma marcação muito bem feita pelos zagueiros do cerrado praticamente anulou o herói do Tetra. A esquadra cruzmaltina ainda teve mais duas boas chances aos 42′ e aos 46′. Mas quis o destino (odeio esses clichês, mas eles cabem aqui) que Marcelo Uberaba tivesse outra falta a ser cobrada, aos 48′. O resultado? Um gol daqueles de “se colocar numa moldura”, como disse o Neto na Bandeirantes. A bola passou por sobre a barreira, entre o segundo e o terceiro jogador (como manda o manual de boas maneiras do futebol) e caiu, já sem forças, fora do alcance do goleiro Cássio. Resultado: Gama-DF 2 x 1 Vasco da Gama-RJ, e o clube carioca eliminado da Copa do Brasil.

09684334-ex00.jpg

O jogo me fez pensar em alguns pecados que o Vasco está cometendo nessa busca pelo tal Gol 1.000 do Romário. E não são pecados veniais não. São capitais.

(mais…)

Quer vender seu produto??? 9/02/07

Posted by Calsavara in Bobagens diversas, Crônicas, Entretenimento, Publicidade.
1 comment so far

Então faça como Tom Dickson, garoto-propaganda da Blendtec. Ele representa uma marca de liqüidificadores. Mas não são liqüidificadores comuns. São Blendtec Blenders. O que isso quer dizer? Que com eles você pode moer coisas, desde um iPod até mesmo ímãs.

O primeiro comercial que eu vi foi justamente o do iPod. Não botei fé, mas, enfim… está documentado em vídeo e no YouTube. Nos dias de hoje, é condição necessária e suficiente para atestar a veracidade de quase tudo.

Tá com preguiça de procurar as outras coisinhas que o mancebo transformou em pó? Dá uma olhada aqui pra baixo…

(mais…)

Mulheres são cruéis… 3/02/07

Posted by Calsavara in Comportamento, Crônicas, Música, Mulheres.
3 comments

A primeira vez que eu ouvi essa música, achei de um balanço irresistível, quase um reggaezinho com uma batida diferente.

A primeira vez que eu assisti ao clipe dessa música, eu achei a moça uma grandessíssima de uma filha da puta.

A primeira vez que eu parei para ler a letra dessa música, eu entendi o que se passava com ela.

Ficou uma lição: mulheres são cruéis…

******************************

Lilly Alen – Smile

When you first left me
I was wanting more
But you were fucking that girl next door
What’cha do that for? (What’cha do that for?)

When you first left me
I didnt know what to say
I’ve never been on my own that way
Just sat by myself all day

I was so lost back then
But with a little help from my friends
I found the light in the tunnel at the end

Now you’re calling me up on the phone
So you can have a little whine and
a moan
And it’s only because you are feeling alone

At first when I see you cry
It makes me smile
Yeah it makes me smile
At worst I feel bad for a while
But then I just smile
I go ahead and smile

Whenever you see me
You say that you want me back (Want me back)
And I tell you it don’t mean jack (It don’t mean jack)
No it don’t mean jack (No it don’t mean jack)

I couldn’t stop laughing
No I just couldn’t help myself
See you messed up my mental health
I was quite unwell

I was so lost back then
But with a little help from my friends
I found the light in the tunnel at the end

Now you’re calling me up on the phone
So you can have a little whine and
a moan
And it’s only because you’re feeling alone

At first when I see you cry
It makes me smile
Yeah it makes me smile
At worst I feel bad for a while
But then I just smile
I go ahead and smile

Lalalalalalalalalalalalala

At first when I see you cry (When I see you cry)
It makes me smile (It makes me smile)
Yeah it makes me smile (Yeah it makes me smile)
At worst I feel bad for a while (I feel bad for a while)
But then I just smile (But then I just smile)
I go ahead and smile (I go ahead and smile)
Lalalalalalalalalalalalala (BG)

At first when I see you cry (When I see you cry)
It makes me smile (It makes me smile)
Yeah it makes me smile (Yeah it makes me smile)
At worst I feel bad for a while (I feel bad for a while)
But then I just smile (But then I just smile)
I go ahead and smile (I go ahead and smile)

O Blog do Calsa tá podendo… 2/02/07

Posted by Calsavara in Crônicas.
3 comments

Estamos nos links patrocinados da Editora Abril. Duvida?