jump to navigation

Acabou!!! Acabou!!! Acabou!!! 27/04/07

Posted by Calsavara in Bobagens diversas, Comportamento, Cotidiano, Crônicas, Entretenimento, Música.
trackback

Tô atrasado, tá bom… Por isso nem vou escrever nada sobre o fim do grupo Loser Manos.

Vou é copiar descaradamente um dos posts do Ressaca Moral. Fantástico. Um dia eu escrevo igual a eles…

*********

Ressaca Moral fez uma devassa no escritório falido dos Los Hermanos e descobriu a fórmula para ser um Amarante! Confira a seguir como fazer uma música dos Los Hermanos:

Início
Essa parte não é a mais importante. Nela você pode falar qualquer bobagem sem precisar levar em conta o que será dito adiante, mas é válido que traga algo misterioso, uma pergunta pretensiosa com cara de ingenuidade. Atenção: é preciso, a cada dois ou três versos, levantar o tom na última palavra. Nunca chore ainda.

Lá vem você de novo
E eu que pretendia açúcar
De doce tive teu segredo
Inaugura aqui teu carnaval… Laiá…

Desenvolvimento I
Esse trecho tem peso porque pode servir pra alguma frase expressiva que será cantada pelo público feminino ou lembrada em about me’s do Orkut. Portanto, fique atento. É preciso levar em conta que o trombone surgirá oportunamente, mas ainda discreto, pois será guardado em sua punjança para outro momento. Pode ser a hora de aproveitar, também, para uma palavra mais longa, que vire um mero canto sem sentido acompanhada de uma nota menor, para dar mais emoção.

Deixa eu fazer o que há de bom
Tatua-me seco em prosa vil
Nesse samba que é tão triste
Sobe o morro mas não esquece de voltar*
(Seguir com ‘aaaar’)

Refrão
É aqui que tudo se materializa. Misture um monte de palavras, priorizando o tom intimista (se possível, use essa palavra em algum momento, pega bem) e um quê de lamento por qualquer coisa. A voz fica suspensa em uma nota por um longo instante e chega a ranger um pouco, como um cio de hipopótamo, voltando em seguida a uma leve picardia, uma ironia que faz doer no coração alheio sem comprometer o sentimento dela por você.

Que tal? Comprei para você
Só tinha dessa cor
Que tal? Hoje não errei o Português
Finge que é falar sem dor
Pra você

Desenvolvimento II
Esse trecho é uma espécie de complemento à música, algo que Camelo esqueceu de dizer e que recorda como um gênio que achou moeda perdida no bolso. Se fizer bem feito, você poderá até mesmo apelar para algo mais provocante, escatológico, sujo, como que para demonstrar a lama em que se meteu por um amor. No final, a frase lúgubre dá a entender que sofrer vale a pena.

Bota teu sapato preto
Aquele de listra em cor
Só quem traz no peito a fúria branca
da tormenta sabe o quanto o mar é…
bravio*!!

(*Segue com essa palavra até o final. Os metais entram incisivos, o pânico corre solto, as guitarras ficam ácidas, perigosas, atacam de vez o ouvinte. Pode-se ouvir o choro de uma flauta-doce. Refrão. Termina repetindo os dois últimos versos do Desenvolvimento II. Fim.)

Anúncios

Comentários»

1. Anai-ê - 3/05/07

Calsitas, Calsitas…continua aquele garoto do rock!

Saudades, fio!

2. Yohane Cardoso - 15/06/09

Sua cópia pretendendo ser uma crítica tem um quê de perspicácia e prepotência. É a expressão clara não só da opinião de quem a redigiu, mas também da sua, obviamente. E por essa razão mesmo imagino que sua audácia o motive a julgar-se superior a qualquer um. Tente criticar também Chico Buarque. Ou Caetano. Ou Peninha. Talvez possa fazer até melhor: em vez de usar essa distinta ironia para ridicularizar o trabalho de uma banda que tem prestígio por merecer, tente publicar algo seu e sugeitar-se às críticas. E se fizer isso, mande-me uma cópia. Lerei com imenso prazer.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: