jump to navigation

Centenário de Mário Quintana 31/07/06

Posted by Calsavara in Crônicas, Poesia.
add a comment

Canção do Dia de Sempre

Tão bom viver dia a dia…
A vida, assim, jamais cansa…

Viver tão só de momentos
Como essas nuvens do céu…

E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência… esperança…

E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.

Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.

Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!

E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas…

Depois da mudança… 31/07/06

Posted by Calsavara in Comportamento, Cotidiano, Crônicas.
1 comment so far

… as coisas ainda estão meio bagunçadas na casa nova. As panelas ainda estão todas nas caixas de papelão, tem bastante roupa ainda dentro da mala (até porque ainda não comprei um guarda-roupa). A cama e o computador estão montados já, mas vou ter que mudá-los de lado, por uma questão de tomadas e coisas do gênero. A geladeira, mesmo vazia, já está funcionando a pleno vapor. Enfim, já estou na casa nova, mas ainda falta muito a arrumar.

Faço aqui uma menção honrosa aos amigos que me ajudaram na mudança. Gonzo, que me recebeu em seu apartamento quando eu precisei e que se mostrou tão solícito quando da minha saída. A casa está sempre aberta, meu caro. Assim que terminar de arrumar tudo, providenciaremos uma boa festa de inauguração. Marcelo e Fabrícia, já devo duas para vocês agora. Podem ter certeza que quando precisarem, lá estarei.

A tv por enquanto só pega a Globo. O telefone ainda não foi transferido, então Internet, por enquanto, só no trabalho. Portanto, não responderei scraps deixados no meu Orkut, não retornarei as ligações feitas no meu telefone fixo, e MSN só em último caso.

É isso. Abraços a todos e beijos a todas.

Já com saudades da minha lindinha…

Trilha sonora de uma noite maravilhosa, bem na véspera de mudança de casa… 29/07/06

Posted by Calsavara in Comportamento, Crônicas, Mulheres.
add a comment

Tão Bem

Jota Quest

Ela me encontrou, eu tava por aí
Num estado emocional tão ruim
Me sentindo muito mal

Perdido, sozinho
Errando de bar em bar
Procurando não achar

Ela demonstrou tanto prazer
De estar em minha companhia
Que eu experimentei uma sensação
Que até então não conhecia
De se querer bem
De se querer quem se tem

E ela me faz tão bem, ela me faz tão bem
Que eu também quero fazer isso por ela

Uma pequenina declaração, totalmente fora dos padrões da ABNHK 26/07/06

Posted by Calsavara in Crônicas, Mulheres, Poesia.
3 comments

Ela quer que eu durma…
Mas dormir como?

Se ainda sinto na boca o seu gosto,
Se ainda sinto o roçar do seu corpo,
Se da memória não se apaga o seu rosto…

Ela quer que eu descanse…
Mas descansar como?

Se o coração ainda bate acelerado,
Se está ainda em mim seu cheiro adocicado,
Se até agora a sinto deitada ao meu lado…

Ela quer que eu relaxe…
Mas relaxar como?

Se passei a noite inteira insone,
Se em minha cabeça vagueia seu nome,
Se dos seus beijos sinto mais e mais fome…

Só a sua presença, minha linda,
Para acalmar esse coração…

Suspiros poéticos de uma noite de terça 25/07/06

Posted by Calsavara in Cotidiano, Crônicas, Poesia.
add a comment

Tenho Tanto Sentimento
Fernando Pessoa

Tenho tanto sentimento
Que é freqüente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheço, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que não senti afinal.

Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada.

Qual porém é a verdadeira
E qual a errada, ninguém
Nos saberá explicar;
E vivemos de maneira
Que a vida que a gente tem
É a que tem que pensar.

A piada não é minha… 25/07/06

Posted by Calsavara in Crônicas.
add a comment

… nem é nova, mas é boa.

CBF URGENTE!!!

Sai Mestre e Soneca

 

e entra Dunga!!!

Das filas e carteiradas 25/07/06

Posted by Calsavara in Comportamento, Cotidiano, Crônicas.
3 comments

Hoje eu estava seguindo um dos meus rituais diários. Todos os dias, por volta das 11h30 vou até o Viscardi da Quintino pra comprar um marmitex básico. Dependendo do horário que se chega, há um certo número de pessoas, o que acaba gerando uma pequena fila. Nada de mais, mas é uma fila.

Logo atrás de mim, uma senhôra que aparentava ser muito importante, dado o jeito empertigado com que conversava ao celular. À sua interlocutora, aparentemente tão importante quanto, dizia: “não, honey. Eu estou aqui no supermarket. Isso, estou na fila da marmita, ai que horror… Hahaha, isso… Marmita, honey, acredita nisso? Pois é… E pra variar, tem uma fila aqui… Lógico que é coisa de brasileiro. Nunca vi um povo pra gostar tanto de fila igual brasileiro, que horror!”. E o diálogo prosseguia, versavam sobre as mais diversas áreas e setores da cognoscibilidade.

(mais…)

Dica gratuita de boa leitura 24/07/06

Posted by Calsavara in Crônicas.
1 comment so far

Quer uma boa dica de uma boa leitura?

Visite o blog “Umas Palavras”, do meu amigo André Simões. Pequenos fragmentos do cotidiano, revistos e revisitados através do olhar crítico e, por que não, terno do André. Pode ter certeza que sempre haverá algo de interessante por lá. Pode conferir que eu garanto!!!

Cumpleaños… 24/07/06

Posted by Calsavara in Blog, Comportamento, Cotidiano, Crônicas, Feriados, Infância, Mulheres.
add a comment

Nunca fui muito fã de aniversários… Dos meus, deixo claro. Dos outros é sempre muito bom, e quase nunca perco um quando sou convidado (Lívia, desculpe não ter ido ao seu, mas forças maiores não possibilitaram minha saída em tempo hábil). Aquela sensação de festa, de alegria, de tudo o que há de bom… Mas, por algum motivo obscuro, tenho uma predileção, por assim dizer, escassa aos meus próprios cumpleaños

Talvez porque eles sempre foram realizados em período de férias escolares, nunca houve, assim, um grande contingente à minha espera para celebrar a data. Lógico, família, parentes e tudo o mais sempre estiveram presentes quando criança. Mas com o passar do tempo algumas coisas passam a ter bem menos graça do que antes.

Então eu saí de casa. E cresci. E envelheci bastante em alguns aspectos. E, depois de acompanhar muitas comemorações alheias, passei a acreditar que nunca havia tido uma verdadeira “festa” de aniversário. E achei que estava certo…

(mais…)

Obrigado!!! 23/07/06

Posted by Calsavara in Blog, Crônicas.
2 comments

Às 11h40 de hoje:

first.jpg

Um bom presente de aniversário…