jump to navigation

Enquanto isso, no JL… 15/05/06

Posted by Calsavara in Comportamento, Crônicas, Jornalismo.
trackback

Uma semana depois de começar a circular gratuitamente, o Jornal de Londrina virou meio que uma febre na cidade. Pessoas que nunca tinham lido um jornal agora podem fazê-lo diariamente sem custos. Pessoas que já o liam, agora podem apreciar o novo formato, Berliner (28cm x 42cm), mais prático e mais cômodo.

A programação visual foi toda remodelada. Saiu aquela logo que mais parecia coisa do USA Today (que de tão bisonha nem há registros no Google), entrou a "bem produzida" logo feita com uma revolucionária fonte sem serifas, bem dinâmica!

Aí saiu essa e veio a nova:

Muito boa, por sinal. O "j" minúsculo parece estar lá apenas pelo ponto que leva em seu topo, esteticamente interessante. Até porque seria muito chato o JL admitir que é um jornal com "j" minúsculo!!!

Foras as mudanças gráficas, as editoriais também estão fantásticas. Graças a essa "febre" que acompanhou o JL, algumas pessoas parecem estar interessadas em se transformar em colunistas da seção de cartas. Já que o negócio é ser visto, nada melhor do que aparecer num jornal com uma tiragem de 30 mi lexemplares (auditada pela PriceWaterhouse Coopers).

Do JL já ouvi de tudo um pouco. Que é o melhor jornal da cidade, que o novo projeto gráfico é o mais revolucionário já visto por aqui, que a distribuição gratuita do jornal é um marco no jornalismo moderno. Mas também há aqueles que justificam a gratuidade do periódico dizendo que o Jornal de Londrina chegou a um ponto que seria até sacanagem da parte deles de cobrar, nem que fosse R$0,50 pela edição. Vai saber…

A seção do obituário, na minha opinião, é a melhor de todo o jornal. Até por isso, ao começar a lê-lo, vou direto à penúltima página, onde estão lá estampadas as condolências. Desculpem-me se estou sendo um pouco mórbido, mas textos como "A batalhadora Maria Conceição", "Poucas palavras, muitos amigos", "Otília cresceu com a cidade" (nasceu com 50cm e morreu com 15km2) ou o já clássico "Cláudio, o esforçado" (já viu alguém ser reconhecido como "o esforçado"? É a mesma coisa de "Alexandre, o médio", ou "Bohemia, uma cerveja, assim, mais ou menos") me despertaram mais o ris oque a comoção. Ainda assim, às famílias enlutadas as minhas condolências.

Mas algo me chamou a atenção nas edições de final de semana e de hoje, 15 de maio. Um anúncio em especial nos classificados. Veja e tire suas próprias conclusões:

classificado.jpg

O Marcos, que provavelmente mora na região de Curitiba (a julgar pelo DDD do celular), possui a tecnologia de motor contínuo e está disposto a compartilhá-la com o mundo a troco de míseros um bilhão de dólares!!! Já vi algumas coisas estranhas nessa vida, mas desse naipe foram poucas.

Um motor contínuo, pra quem matou as aulas de física no cursinho, seria uma máquina que operaria indefinidamente, sem consumo de energia ou ação externa, apenas por conversões internas de energia, ou seja, uma máquina totalmente conservativa (o que segundo os físicos não poderia existir porque toda máquina sempre dissipa energia, por menor que seja, mas dissipa. E essa energia perdida pode ser liberada em forma de calor, som, luz e etc). Se fosse possível construir tal máquina, os problemas energéticos do mundo estariam resolvidos, já que não apenas funcionariam sem o consumo de energia, como também gerariam energia para suprir nossas necessidades (quer saber mais sobre motores contínuos? Clique aqui Ou aqui). E o Marcos tem essa tecnologia e está disposto a transferí-la por apenas US$1.000.000.000,00.

Agora, falando sério, que tipo maldito de código será esse? O que será que o Marcos está querendo dizer? Quem é que entrará em contato com ele? E qual será a contra-senha? Ahhhh, eu adoro teorias da conspiração!!!

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: