jump to navigation

O nome dela? É Daniela!!! 31/03/06

Posted by Calsavara in Crônicas, Família, Infância.
trackback

Clique Aqui! "Daniela" – Biquini Cavadão

Quis o destino que quando eu viesse ao mundo, por volta das 8 e meia da manhã do dia 24 de julho (há alguns tantos anos), já houvesse alguém antes de mim como descendente de Tereza e José Calsavara, lá em Ivaiporã. Alguém pra guiar-me o caminho, alguém para apontar-me as saídas (e as entradas também). Alguém em quem eu pudesse confiar, alguém pra me acompanhar, por toda a minha vida.

Alguém que pudesse brincar comigo de cabana, colocando um colchãozinho fino dobrado em "U" e coberto com uma mantinha marrom. Alguém pra me entreter com seu teatrinho com os pés ("Pezito e Pezoto", era isso?). Alguém pra jogar uma partida de Freeway comigo no Atari recém comprado (mesmo que ela tenha perdido o gosto pelos videogames tão cedo). Alguém pra ajudar nas tarefas do Santa Olga, sempre que possível. Alguém pra juntos assistirmos o programa da Xuxa, e também para elaborar uma carta para o programa.

Tata
Para os filhos únicos, uma triste constatação: vocês não conhecem a beleza de se ter uma irmã (ou irmão, que seja)!!!

É lógico que nem sempre a convivência foi boa. Brigas? Houve. Um monte. Bate-boca? Vixi… Birras e manhas? Ô, e como… Mas nunca duravam mais do que alguns momentos.

Eu te desculpo pela vez que você quis apertar a minha moleira quando bebê. Tudo bem, afinal alguns anos depois eu cortei o seu pulso com um bisturi cirúrgico. O que importa é que estamos os dois sãos e salvos.

E não foi só ela que me ajudou nessa vida. Eu também já dei-lhe minha parcela de contribuição. Ainda sem carteira de motorista era eu que a levava, junto às amigas, pras baladinhas na Holandesa, aos finais de semana. Elas não podiam ser vistas chegando à lanchonete, de maneira alguma. Então o carro tinha que ser prado a pelo menos uma quadra de distância. Imagina o mico de sair do carro na frente do "poperô"? Daí, só de birra, eu parava o discreto Fusca amarelo que tínhamos o mais na frente possível do local. Ao sair, coroava a sensação de vê-las com a cara amarrada com uma sonora buzinada. Pura pirraça…

Na sua festa de quinze anos eu fiz a discotecagem. No comando de um possante 3 em 1 da Gradiente Sharp, eu cuidava para que todos os convidados se divertissem ainda mais, curtindo o que havia de melhor da música do momento. De Rick Astley a Blitz (que seria de mim se o Miltinho não tivesse emprestado aquela pilha de vinis…), ninguém ficou parado naquela noite, hehehe…

Aí chegou o dia em que a gente teve que se separar pela primeira vez. Eram os nove dias de agosto de 1992. Aliás, esse foi um ano bastante atribulado. Uma olhada nas notícias que tiveram destaque:

  • Anulada pena de matador de Chico Mendes 28/02 – Por dois votos a um, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre anulou o julgamento que condenou o fazendeiro Darli Alves da Silva a 19 anos de prisão por ser o mandante da morte do ecologista e líder sindical Chico Mendes. No entanto, a pena de Darci, filho de Darli, foi mantida.
  • Peru torna-se uma ditadura com Fujimori 05/04 – Com o apoio das Forças Armadas, o presidente do Peru, Alberto Fujimori, dissolveu o Congresso, prendeu líderes políticos e suspendeu artigos da Constituição. “Senti que era minha responsabilidade acelerar o processo de reconstrução nacional”, justificou Fujimori.
  • Revolta racial toma as ruas de Los Angeles 29/04 – Uma tempestade de ódio foi desencadeada em Los Angeles após a absolvição dos policiais que espancaram o motorista negro Rodney King. Saques, vandalismo, correrias, disparos a esmo, esfaqueamentos e até linchamentos fizeram 58 mortos e centenas de feridos.
  • Motim no Carandiru: 111 detentos mortos 02/10 – A Penitenciária do Estado de São Paulo, no bairro do Carandiru, Zona Norte da capital, transformou-se em cenário de guerra: 111 presos mortos e outros 35 feridos. Os detentos se rebelaram após briga interna, e a ordem para a invasão da polícia foi dada às 16h20. Cerca de 20 minutos depois, estava consumada a tragédia: 3.500 tiros disparados, dos quais 540 acertaram os alvos. “As tropas entraram para salvar vidas”, disse o comandante da operação, coronel Ubiratan Guimarães.
  • Guilherme de Pádua mata Daniela Perez 29/12 – “O Bira matou a Yasmim”, foi a frase mais falada. Na verdade, Guilherme de Pádua, que interpretava o personagem Bira na novela De Corpo e Alma, acabara de confessar o assassinato de Daniela Perez, que vivia Yasmim na mesma trama. O crime ocorrera na noite anterior, quando o corpo da atriz foi encontrado com várias perfurações num matagal da Barra da Tijuca. Antes de confessar o assassinato, Guilherme havia prestado solidariedade a Glória Perez – mãe da atriz e autora da novela – e a Raul Gazzola – marido da vítima – que retribuiu o consolo com a frase: “Você é um grande amigo”.
  • Presidente renuncia, mas é cassado 30/12 – Numa decisão inédita na história do país, o Senado condenou o ex-presidente Fernando Collor de Melo, por 76 votos a 3, à inabilitação para o exercício de funções públicas, incluindo cargos eletivos, pelo período de oito anos. De nada adiantou a manobra de Collor, que havia renunciado na véspera, na esperança de evitar o impeachment e sua conseqüente cassação política.

Mas também teve coisas boas:

  • Vôlei brasileiro traz ouro de Barcelona 09/08 – A seleção masculina de vôlei resgatou o prestígio do esporte coletivo brasileiro ao conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona. A vitória por 3 sets a 0 sobre a Holanda é a maior conquista de uma equipe brasileira desde o tricampeonato mundial de futebol de 1970. O sabor da medalha do vôlei teve um tempero a mais, pois foi justamente na Espanha, em 1982, que a Itália derrotou o último dream team do futebol nacional.

E foi nesse dia, 09/08/92 que a minha mãe fez, pela última vez o seu delicioso bobó de Camarão. Foi nesse dia que nem mesmo a alegria pelo vôlei brasileiro conseguiu amenizar a tristeza de ver uma irmã (para mim) e uma filha (para meus pais) sair de casa. Ela vinha desbravar novos horizontes, começar a escrever sua própria história. Destino: Londrina!

Ninguém mais para ficar ouvindo a Alternativa FM (a única FM sem comerciais)… Ninguém mais para ficar brigando comigo…

Mas o tempo passa e, tês anos depois, era eu quem saía de casa. Mesmo caminho, mesma cidade. Ela me acolheu, para que pudéssemos, juntos, agüentar a minha barra de morar fora de casa pela primeira vez.

Mas ela estava mudada. Havia crescido (não no tamanho, mas como pessoa), e eu continuava aquele cabação imberbe. Sua firmeza ao dizer que eu tinha SIM que lavar a louça e que ela não ia ser empregada de ninguém ao mesmo tempo me assustou e me motivou a crescer também. E assim se fez.

Dei-lhe uma mão na faculdade. Sim, sim. Fiz as vezes de pirata em um programa de rádio produzido pela Chica (que alguns anos depois veio a ser minha professora também). Detalhe: o programa foi premiado lá em Maceió. É mole?

E foi nessa época que toda aquela visão imatura que eu tinha sobre ela desapareceu. Ela foi mais do que minha irmã: foi um ponto de referência.

E continua assim, graças a Deus. E hoje é aniversário dela. E eu não vou poder estar lá pra poder dar-lhe um gostoso abraço e felicitar-lhe pelo seu dia. Mas com Orkuts, e MSNs, e celulares a distância não fica tão grande assim.

Presente, hoje eu não posso lhe dar. Fica a minha eterna gratidão por tudo o que você fez por mim, tornando muitas vezes a minha vida mais fácil e agradável. Fica o amor fraterno que o tempo só faz aumentar cada vez mais!

Danona
Ah, me esqueci de algo… O nome dela? É DANIELA!!! Beijão Dani, feliz níver procê!!!

Anúncios

Comentários»

1. Dani - 1/04/06

uau…
foi o melhor presente de aniversário de tooooodoooosss os tempos, me fez rir, me fez chorar, me fez voltar alguns anos das nossas vidas…qta pirraça, sim, mas qto carinho, qta preocupação (lembra do primeiro dia no Máxi? te deixei dentro do colégio e depois do almoço vc não chegava nunca…só pegou um ônibus errado e foi conhecer o Ouro Branco, ou qquer outro bairro na PQP…heheheh). E agora tou te vendo seguindo os mesmos passos, aposto q vc será um GRANDE jornalista, vc sim virou minha referência…sempre falo de vc com orgulho (e tem um monte de amigos meus querendo te conhecer de tanto ouvir histórias…sorry, mas aquela das bolinhas de margarina eu já passei pra frente…rsrsrs)…enfim, só queria dizer q é mesmo uma pena vc não poder vir pra Mgá e vai perder o melhor bolo de chocolate de todos os tempos (sobrou um pedacinho de ontem!) e q adorei!!!
beijo enorme, fica com Deus e boa sorte amanhã (afinal vc deixou de me fazer uma visita pra prestar esse concurso…hauahauahua)

2. Daniela B.Tavares - 8/05/06

oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
e ai charaaaaaaaaaaa ??????????????????
navegano achei vc……………………………
nao te conheco nem vc me conhece……………
mas mesmo assi resolvir deixa 1comentario!!!!!!!!!!!!!!
q concidencia eu tbm me chamo “Daniela”
um grande abraco…………..
charaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
ah eu sou de campos belos goias e tenho 15anos
bjjjjjjjjjjjjjjjaaaaaaaaaaaoooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!

3. DANIELA - 27/01/07

O MEU NOME E DANIELA

4. Iam Martins - 27/08/07

vc é linda demais parabens pela formosura

5. Daniela xD - 27/04/08

amooooooooooooooooooo meuu NOMEEEEEEE ♥

6. Daniela xD - 27/04/08
7. Edson Pypcak - 19/05/08

Tenho saudades de quando a Dani era minha amiga….Será que ela ainda é corintiana ?

8. tamires santos da silva - 12/06/09

e ai amiga como vai aqui é tamires gostaria muito de ser sua amiga


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: