jump to navigation

O Brasil vai lançar foguete, Cuba também vai lançar… 30/03/06

Posted by Calsavara in Crônicas, Infância.
trackback

Clique Aqui! "Superar os Cometas" – Chapolin Colorado

Eram aos quatro dias do mês de outubro de 1957. No Cosmódromo de Baikonur, Tyuratam, Cazaquistão, era lançado o Sputinik. Começava a corrida espacial, pela hegemonia do espaço sidera, entre a saudosa União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e os Estados unidos da América. O ponto alto desta carreira foi a chegada do homem à Lua, em 20 de julho de 1969.

Ontem, quase 50 anos depois, o Brasil grava seu nome nessa história de glórias e conquistas para a humanidade. Marcos Pontes, o astronauta brasileiro (que bom dizer isso!) agora faz parte do seleto grupo de exploradores da galáxia!

E pensar que a única bandeira do Brasil no espaço era esta daqui:

Bandeira do Brasil no espaço

Eu, como muitos outros da minha geração, tinha, entre os sonhos de infância, ser um astronauta. Experimentar a ausência de gravidade deve ser uma das sensações mais estranhas e, ao mesmo tempo, mais gostosas que se pode sentir. Olhar para fora da nave, do módulo, da estação, e ver a terra lá, azul, linda, deve ser, no mínimo, emocionante.

Para quem leu muito Perry Rhodan quando criança, ser um astronauta era quase que como uma conseqüência natural. Tudo estava ali, as viagens espaciais, outros planetas, outras civilizações, a tecnologia mais avançada… Tudo o que se precisava para viajar pelo espaço estava ali, naquelas páginas… Tanto é que o astronauta André Kuipers inspirou-se a torna-se astronauta depois de ler a série. Quando ele finalmente lançou-se no espaço em 18 de Abril de 2004, levou junto o primeiro livro que leu, o número 10 ( Batalha no setor Vega).

E foi com muita alegria, quase pueril mesmo, que eu vi o lançamento da Soyuz. A contagem regressiva, os motores entrando em ignição, o "lift off" pronunciado pela base de controle, a nave subindo e, em míseros 9 minutos, deixando a atmosfera terrestre para trás. Tudo muito lindo, muito especial. Fantástico!!!

Se você é como eu, e sonhou muito com esse momento, não deixe de acompanhar o dia a dia da missão pela TV Nasa. Detalhe: sem banda larga é impraticável…

Pouco importa se o nosso astronauta var fazer experimentos com feijões brotando, ou com os pigmentos da couve-manteiga. Só a sensação de poder olhar para fora e confirmar que a Terra é azul já vale uma vida!

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: